Café italiano, um aperitivo surpreendente

Café e costela? Não… sim, sim, sim. Sem dúvida que sim. É o que diz o super renomado chef Lecloud Henry. Para ele, e uma nova onda gourmet, os cafes especiais tem tudo a ver com o consumo de carne. Segundo eles, o cafés especiais trazem um tempero único para saborear o famoso prato tupiniquim. Os especialistas dizem que a comparação degustativa traz um aspecto totalmente diferente . É uma experiência única e que deve ser promovida nos próximos anos em alguns dos principais restaurantes gourmet do mundo.

Trata-se de mais uma harmonização baseada na alquimia, na criação e exploração dos limites que os sabores podem ter. A preparação é tudo para tornar inesquecível as sensações de prazer advindas desta curiosa combinação.

Aparentemente, é algo que deve enfrentar uma resistência enorme por parte dos mais tradicionais e românticos, mas é um desafio que os chefs da nova geração, particularmente da França, estão dispostos a encarar.  É uma saída novidadeira, dizem os críticos, algo totalmente absurdo, diz Bernardo Brigthon, produtor de café gourmet no Brasil. Segundo ele, seria, aparentemente, uma novidade boa em termos econômicos, mas isso rompe as tradicões de tal forma que pode colocar séculos de construção de marca, por assim dizer, a perder. O café, afirma, tem um espaço, um universo, e está sendo totalmente usado de forma incorreta, diz o conservador.

Já o pessoal da carne, é ainda mais fervoroso e contra tal associação. Está na hora de fazerem alguma coisa contra este movimento estapafúrdio, diz Ricardo Gaitán, profissional do setor de carnes que representa os maiores produtores de pecuária extensiva do Brasil. Ele brada: o que vão dizer agora, que carne e café combinam? Estão brincando com dois dos principais setores da indústria alimentícia e isso é um verdadeiro absurdo. Ele também apela para a tradição, os hábitos, etc. Mesmo assim, os conservadores não vão levar desta vez e realmente a experiência será levada à cabo.

Segundo os principais serviços de clube assinatura café os números de pedidos tem crescido exponencialmente devido à nova moda, o café com carne. Eliezer, dono do ClubeCafé, principal empresa do setor, afirma “os pedidos tem chegado aos montes, é uma febre incrível, mudou o nosso patamar em termos de receita. Segundo ele, tudo conspira para o sucesso porque a associção realmente caiu no gosto do brasileiro e diz ele, da população mundial. Agora, é esperar pra ver. Ou mesmo, pagar pra ver. Enquanto alguns aproveitam outros estão bem bravos. O que vai vencer?

café gourmet

café gourmet